Dicas

Rodas Automotivas

Além de terem um grande apelo estético, as rodas do carro são importantes itens de segurança por ser o apoio do pneu, por sustentar a carroceria e proporcionar estabilidade. Diferentes tipos de rodas são desenvolvidos para dar o melhor desempenho com economia de combustível, por isso, é preciso atentar para as especificações presentes no manual do proprietário na hora de adquirir um novo item.

Ao comprar, lembre-se que o conjunto rodas/pneus não deve ultrapassar os limites horizontais dos para-lamas dianteiros e traseiros. As proporções precisam ser mantida pois pequenas variações podem causar instabilidade na direção, desgaste precoce dos pneus e aumentar o risco de acidentes.Ao comprar o jogo de rodas não se esqueça de adquirir também, o estepe com as especificações e parafusos iguais.

Analise o conforto.
Rodas grandes com pneus de perfil baixo absorvem menos os impactos e podem gerar desconforto, principalmente em longas viagens, Combine o tipo de roda com o estilo e cor do seu carro. Veículos com pintura escura, como preto, chumbo, verde metálico ou azul dão maior destaque às rodas cromadas, pois refletem melhor a luminosidade do sol ou das luzes da cidade. Já as rodas pretas dão um melhor contraste em cores claras, como prata, vermelho, branco ou amarelo.

Então: #ficadica 🙂

Programa de Etiquetagem de Pneus

Informamos que, desde o dia 24 de Outubro de 2016, conforme determinado pela portaria 544/2012 do INMETRO, teve início o Programa Brasileiro de Etiquetagem e trouxe vários benefícios, entre eles, mais informações para você na hora de comprar pneus para seu carro. Isso significa mais qualidade para o consumidor.

Na etiqueta, explica-se em uma escala de A à G, todas as informações sobre o produto conforme a ilustração ao lado, tais como:

O consumo de combustível;
A rumorosidade dos pneus em alta velocidade;
Aquaplanagem em pista molhada.

OBJETIVO DA REGULAMENTAÇÃO

Garantir a segurança e desempenho dos pneus, por meio de mecanismo de certificação, visando a prevenção de acidentes e o aumento da eficiência energética.

Você sabe quando trocar seus Pneus?

Você vai achar o ponto que indicará a situação do pneu. Se você verificar que o ponto num dos sulcos estão batendo no chão, saiba que o pneu já deve ser trocado.

Os pneus devem ser sempre calibrados com a pressão recomendada pelo fabricante do veiculo, pois assim obtemos maior segurança e economia prolongando a vida útil do Pneu.

Recomendamos a calibragem somente com os pneus à frio, uma vez por semana antes de iniciar a viagem, e não esqueça também de calibrar o estepe

Amortecedores e Molas

Não dá para confiar em prazo por quilometragens, pois depende muito do piso por onde roda e do estilo de direção. Há amortecedor que não chega a 50.000 km, há outros que atingem os 150.000 km. Mas a suspensão dá o aviso.

Carro que trepida muito em oscilações da pista ou cuja traseira balança mais que gelatina pode indicar que chegou a hora. Se ao entrar em uma curva parece que o veículo desgarra e joga a traseira, também deve ser culpa do amortecedor.

Ruídos toda vez que a suspensão trabalha é outro indício. E, se ao encarar o buraco mais inocente, a suspensão dá final de curso (ouve-se uma batida seca).

Você pode acreditar não ser necessário trocar as molas devido a seu veículo ter pouca quilometragem, mas lembre que as molas são exigidas o tempo todo, ou seja, elas estão sempre trabalhando, seja com o veículo parado ou andando e para ajudar, a ferrugem adora um metal parado para ela dar uma roidinha.Portanto fique atento sempre!

Recomendamos Quando uma mola de suspensão está desgastada ou foi quebrada, ela requer que o par seja substituído ao mesmo tempo. Esta não é uma tarefa fácil de completar, já que a remoção de  molas de suspensão requer ferramentas especializadas, formação adequada e a experiência certa  para concluir o trabalho.

Também é altamente recomendável que após a substituição da suspensão  das molas, você providencie um alinhamento de suspensão dianteira por um mecânico especializado.

Fechar Menu